Como Começar a Investir na Bolsa de Valores

O primeiro passo para investir na bolsa de valores é se dispor a estudar antes de colocar o “suado” dinheiro neste mercado. A internet pode dar todo este suporte ao investidor iniciante, o problema é que até encontrar alguém que você possa confiar e dar credibilidade vai demorar um pouco. Já passei por isso e não desejo que outras pessoas também passem. Muitas vezes as pessoas me perguntam o que é uma bolsa de valores e como podem ganhar dinheiro no mercado de ações. Antes que eu comece a explicação sempre dou os parabéns pela curiosidade sobre este assunto, muitas vezes considerado chato por alguns.

Antes de tudo, saiba onde você quer chegar e quanto tempo está disposto a esperar até o objetivo. Algumas pessoas querem juntar dinheiro para se aposentar. Algumas querem diversificar, pois não suportam mais os baixos rendimentos da poupança. Outras desejam comprar um imóvel e desejam uma rentabilidade mais atrativa. Seja quais forem os seus objetivos, tenham-no em mente, de preferência escritos num papel ou alguma planilha, assim ficará mais fácil visualizar e controlar. Não se esqueça de dar um título a esse projeto, inúmeros psicólogos já discorreram sobre a importância de nomeá-lo. Eu, por exemplo, tenho o projeto aposentadoria firme e forte em andamento.

Conheça as 5 melhores Corretoras de Valores ideais para Você Investir em Ações e Tesouro Direto

Insira o seu melhor e-mail para receber gratuitamente o passo a passo para escolher a corretora ideal para você!

Aprenda como investir no mercado de ações

Hoje vamos falar sobre alguns caminhos que você pode trilhar para conseguir atingir seu objetivo.

Compra Direta de Ações Através de uma Corretora

Você pode comprar ações diretamente através de uma corretora de valores mobiliários e se tornar sócio da empresa que você comprou ações. Você não vai dividir os riscos, como nos fundos de investimentos, por outro lado não vai dividir seus ganhos. Dessa forma, se as ações se valorizarem, você verá seu dinheiro aumentar de valor. Se a empresa investida distribuir um parcela dos lucros, chamada de dividendos, você também ganhará, pois esse dinheiro irá para sua conta na corretora. Você poderá comprar e vender suas ações quando quiser, terá autonomia em todo o processo. Para o investidor iniciante na bolsa de valores esta estratégia não é muito aconselhada devido ao grau de complexidade envolvido, salvo se você se dispuser a estudar mais o assunto. Em todo caso, encontre uma boa corretora de valores mobiliários e se cadastre.

ETFs (Exchange Traded Funds)

A segunda forma é através de fundos de índices, os ETFs (Exchange Traded Funds), com eles você não vai comprar uma ação isolada, mas um conjunto de ações, por exemplo as cem ações mais negociadas na BOVESPA que pode ser de um determinado setor da economia. Os ETFs possuem o objetivo de replicar o desempenho de sua composição. Com essa estratégia você reduz seu risco, já que se uma empresa se desvalorizar, você terá as outras para equilibrar, e isso é feito sem a sua intervenção. Por exemplo, você decide comprar cotas de um ETF que replique o IBOVESPA, que é o índice que acompanha a variação da empresas mais negociadas na bolsa brasileira, então você vai até o banco ou sua corretora e com no mínimo R$ 200,00 você compra cotas desse ETF. Como ele é composto por muitas empresas, você vai reduzir o risco de perder todo o seu dinheiro, mas também vai abrir mão de ganhar muito com a valorização de uma empresa em especial. Considero uma boa opção, ao lado dos fundos de investimento, para quem está começando a investir na bolsa de valores. Além disso você possui uma boa liquidez, podendo comprar ou vender suas cotas a qualquer momento.

Clubes de Investimento

São grupos de pessoas que se juntam para investir. Teoricamente esse investimento seria mais acessível ao pequeno investidor, pois os custos serão divididos entre os participantes. Os clubes possuem representantes e estatutos sociais e todos os membros podem dar a sua opinião e contribuição nas assembleias. O objetivo da criação desses fundos pela BOVESPA foi levar o mercado acionário aos pequenos investidores, mas na prática acho um pouco inviável, já que por algumas vezes, em 2003 e agora em 2012, tentei formar um clube e não consegui, pois as corretoras exigem no mínimo por volta de R$ 100.000,00 para começar o funcionamento. Segundo as corretoras consultadas, os custos são muito altos. No nosso caso, teríamos que juntar algumas pessoas que no somatório investissem cem mil reais ao todo. Um exemplo seria reunir 50 pessoas com cada uma aplicando inicialmente 2 mil reais, em média. Para os investidores que nunca aplicaram na bolsa, essa operação gera uma certa dose de desconfiança, embora seja totalmente  regulamentada e fiscalizada pela CVM ( Comissão de Valores Mobiliários).

Fundos de Investimento

A última opção são os fundos de investimento , onde o investidor irá comprar cotas de um fundo de ações que será administrado por um banco ou uma corretora. Neste caso, o aplicador não irá adquirir ações, irá adquirir cotas de um fundo de ações. Para quem está iniciando no mercado é uma forma bastante tranquila de investir, pois você não irá fazer qualquer negociação, apenas irá aplicar, e em alguns bancos pode ser feito diretamente pelo caixa eletrônico. Mas, antes de investir, vale a pena comparar as taxas de administração desses fundos. Na maioria das vezes eles cobram entre 2% e 5% do valor investido por ano. Esses fundos possuem algumas características parecidas com os ETFs, tais como replicar o desempenho de sua composição e a redução do risco do investimento, devido a grande quantidade de ações na carteira do fundo. Então você decide comprar cotas de um fundo de boas empresas pagadoras de dividendos. Você vai até o banco, ou sua corretora, e com no mínimo R$ 200,00 você compra cotas desse fundo. Como ele é composto por muitas empresas, você vai reduzir o risco de perder todo o seu dinheiro, mas também vai abrir mão de ganhar muito com a valorização de uma empresa em especial. Considero uma boa opção para quem está começando a investir na bolsa de valores, pois terá os primeiros contatos com o sobe e desce, a volatilidade, do mercado.Além disso você possui uma boa liquidez, podendo aplicar ou resgatar o seu dinheiro a qualquer momento. O ideal seria investir todos os meses um mesmo valor nestes fundos e acompanhar o seu desenvolvimento, é o tempo para estudar mais um pouco o mercado de ações.

Mas nunca se esqueça de alocar de forma eficiente todos os seus investimentos. Não cometa o erro, quase mortal, de colocar todos os ovos na mesma cesta. Em caso de queda, todos podem quebrar.

Conheça as 5 melhores Corretoras de Valores ideais para Você Investir em Ações e Tesouro Direto

Insira o seu melhor e-mail para receber gratuitamente o passo a passo para escolher a corretora ideal para você!